Lista: os dez e-books mais vendidos da Lendari desde de junho de 2018

A Lendari começou a investir de forma mais intensa no mercado de livros digitais a partir de início de 2018, quando fechou acordo de distribuição com a empresa Bookwire Brasil. Com isso, o catálogo lendário passou a ser oferecido em mais de 20 lojas nacionais e internacionais, especialmente a partir de junho, com Santa Adrenalina! e Creepypastas.

De lá para cá, todo o acervo de títulos passou a ser digitalizado e oferecido nas lojas, ampliando a presença digital do grupo e proporcionando maior alcance de nossos títulos. Agora que estamos celebrando um ano no mercado digital, divulgamos a lista oficial dos dez e-books mais vendidos em todas as lojas, no período de junho de 2018 a abril de 2019.

10 – A Ponte (Carol Peace)

A Ponte, de Carol Peace, com ilustração de João Henrique de Jesus e capa de Gaby Firmo de Freitas.

A amazonense Carol Peace é uma das referências do hard scifi no Brasil. Sua estreia no Panteão Lendário foi com a distopia A Ponte, que conta a história de um grupo de humanos aprimorados que tenta sobreviver no que restou do mundo.

9 – Noite de festa (Mário Bentes)

Noite de Festa, de Mário Bentes, em capa feita usando fotografia natalina do próprio autor.

Uma releitura dramática do clássico Um conto de Natal, de Charles Dickens, Noite de Festa teve lançamento mundial em 19 dezembro de 2018 como forma de celebrar os 175 anos da versão original. A obra do autor amazonense e editor-chefe da Lendari também teve a versão internacional, A festive evening, com tradução de Heloísa Ribeiro Rodrigues.

8 – Quando a selva sussurra: contos amazônicos

Quando a selva sussurra, primeiro livro da Lendari, de 2015. Ilustração de Rafael Antônio Rodrigues e capa de Gabriela Regina.

A primeira obra da história da Lendari é uma coletânea de contos baseados nas clássicas lendas da região amazônica. Organizada por Mário Bentes e com a participação de autores de todo o país, a obra foi destaque na Bienal Internacional de São Paulo de 2016, esgotando durante o evento.

7 – O último Gargalo de Gaia: distopias, steampunk e dias finais

O último Gargalo de Gaia, em capa de Marina Ávila.

Considerado pelo conselho editorial da Lendari como uma das melhores antologias do Grupo, O último Gargalo de Gaia faz menção à hipótese que tenta explicar o Paradoxo de Fermi. Abordando possibilidades de como o mundo chegará ao fim, a obra conta com a participação de um conto do universo transmídia do escritor Enéias Tavares.

6 – A bruxa do olho de vidro (Maud Epascolato)

A bruxa do olho de vidro, de Maud Epascolato, em capa de Gaby Firmo de Freitas.

Um dos primeiros títulos da coleção Contos de Bolso, A bruxa do olho de vidro, de Maud Epascolato, foi lançado em 2017 e conta a história de um grupo de crianças que descobre um grande mistério: a natureza humana movida pelo medo e preconceito

5 – EXO (Mário Bentes)

EXO, de Mário Bentes, em capa de Gaby Firmo de Freitas.

O conto faz uma homenagem ao primeiro filme da franquia Star Trek, de 1979, criando sua própria narrativa para abordar o conhecido plot de contato com seres alienígenas. EXO, de Mário Bentes, foi lançado em 2017 e também é parte da coleção Contos de Bolso.

4 – 2084: Mundos Cyberpunks

2084: Mundos Cyberpunks, organizado por Lidia Zuin, com ilustração e tipografia de João Henrique de Jesus Gomes e montagem de capa por Viviane Cristina.

Eleita uma das melhores coletâneas de contos de 2018 pelo Aliens Awards, 2084 é uma das fraquias da Lendari de maior sucesso, ao lado de Creepypastas. Abordando cenários futuristas, o livro é organizado pela pesquisadora em futurologia Lidia Zuin.

3 – Santa Adrenalina!: Um guia para quem quer escrever thrillers

Santa Adrnelina!, de Cláudia Lemes, em capa de Francisco Martins.

Assinada pela escritora de romances policiais Cláudia Lemes, Santa Adrenalina! foi uma proposta da própria Lendari, por meio do editor-chefe, Mário Bentes, visando a formação de novos autores. Atualmente, a obra está em pré-venda para sua segunda edição, na Lendari Store.

2 – O Corpo (Rodrigo Ortiz Vinholo)

O Corpo, de Rodrigo Ortiz Vinholo, em capa de Gaby Firmo de Freitas.

Segundo título da coleção Contos de Bolso, O Corpo, de Rodrigo Ortiz Vinholo desperta sensações por onde passa. Um terror psicológico que deixa seus leitores pensativos por dias. A obra conta a história de um homem que, preso sem maiores razões em um quarto, tem partes de seu corpo trocadas diariamente, sem que ele sinta nenhuma diferença – o que, aos poucos, o leva a questionar se ele ainda é ele mesmo.

1 – Creepypastas: lendas da internet

Creepypastas: lendas da internet, com ilustração de João Henrique de Jesus Gomes e tipografia e montagem de capa por Marina Ávila.

A primeira antologia lendária de 2018, Creepypastas: lendas da internet foi sucesso imediato de público e crítica, ao abordar uma das categorias de terror de maior sucesso nos anos 90. Organizada pela escritora carioca Glau Kemp, a franquia está com edital aberto para o segundo volume. Os dois livros terão presença na HorrorExpo 2019, evento do qual a Lendari terá mesa própria.

Last modified: 15/06/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *