Casa Literária entrevista: Agnaldo Oliveira, autor de “Relatos de uma Copa no coração da Amazônia”

Jornalista com ampla experiência, repórter da afiliada da TV Globo em Manaus, Agnaldo Oliveira Júnior revela, na entrevista a seguir, os bastidores de produção do livro Relatos de uma Copa no Coração da Amazônia, escrito a partir de seu trabalho como correspondente na capital amazonense para a Copa do Mundo FIFA de 2014. A obra terá lançamento na Bienal Internacional do Rio de Janeiro.

Capa de Relatos de uma Copa no coração da Amazônia, em fotografia do próprio autor e montagem por Mário Bentes.

1 – Como surgiu a oportunidade de trabalhar como correspondente em Manaus para a Copa do Mundo de 2014?

Cerca de seis meses antes do evento em Manaus, foi aberta uma seleção para jornalistas Sênior com experiência em grandes eventos e com a língua inglesa fluente para a cobertura da Copa do Mundo nos doze estádios onde ocorreriam os jogos. Eu me inscrevi e participei de várias etapas muito densas, com análise de currículo e com ligações em que o interlocutor só falava em inglês.

Por volta de quatro meses antes do evento, eu fui informado que havia sido o escolhido para cobrir o maior evento esportivo do mundo. Fiquei eufórico e comecei a enviar a documentação para ser aprovada pela FIFA, principalmente, para a emissão da credencial de jornalista com acessos ilimitados dentro do estádio, a Arena da Amazônia, em Manaus.

2 – Quando você concluiu que o material que tinha em mãos, após o evento, seria interessante para um livro?

Trata-se de um grande evento que se reveste de história, melhor de histórias interessantes que contei e que reuni para a criação do “Relatos de uma Copa no Coração da Amazônia”. O material é denso com detalhes e por si só se revela, talvez, como o único objeto literário em que vai ser possível encontrar os fatos de uma época importantíssima da história da cidade de Manaus, no Estado do Amazonas. 

3 – Que tipo de conteúdo os leitores vão encontrar no livro?

O livro traz histórias dos primeiros dias antes da realização do evento e dos jogos na capital do Amazonas, os jogos em si, e a efervescência das torcidas local e estrangeira que fizeram uma festa linda do esporte em vários lugares turísticos.

O jornalista Agnaldo Oliveira Júnior, durante a cobertura da Copa do Mundo FIFA de 2014, na Arena da Amazônia. (Foto: Arquivo pessoal)

4 – Como foi sua experiência de publicar com a Casa Literária?

Aproveito para agradecer o trabalho de edição do livro e a competência técnica com que o meu material foi tratado.

5 – A obra será lançada na Bienal Internacional do Rio de Janeiro. Como é, para você, participar de um evento deste porte?

A sensação é indescritível. Um oportunidade única e maravilhosa, não só pela obra em si, ou pelo orgulho que isso me causa mas também por representar o Amazonas, minha cidade Manaus, no maior evento literário do País.

6 – O que o público pode esperar de Agnaldo Oliveira nos próximos anos?

Tenho um projeto, ainda no campo das ideias que tem muito a ver com a minha vida, minha atitudes como pai, a dedicação com meus filhos e a possibilidade desses depoimentos incentivarem os pais a buscarem seus direitos, e não só serem imputados a deveres. Eu amo incondicionalmente meus filhos e tenho a guarda deles também. Vivo por eles e esse é meu estilo de vida. Uma hora edito essas histórias de aPAIxonado.

Last modified: 09/08/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *